Exposição Catálogo de Algumas Coisas

Esta exposição Juan Reos experimenta as possibilidades e os limites entre a presença e a quase ausência das obras. Uma amostra com 50 pinturas que é à primeira vista é quase imperceptível, uma obra que em vez de se mostrar e estar presente tenta jogar com o seu desaparecimento.

Num momento em que a tendência é tornar as obras cada vez maiores, visíveis, caras e lúdicas, este projeto é pequeno, quase invisível, barato e gera um grande esforço para o espectador apreciar as imagens (a amostra não será acompanhada com lupa).

Se, por um lado, as obras são “tímidas”, tentam passar despercebidas e gerar um grande esforço visual para o espectador. Por outro lado, fazendo parte de um catálogo, com seus títulos e legendas excêntricas e herméticas, as obras podem parecer exageradas e solenes.

O tom humorístico está presente no nome da amostra. Um nome absurdo, porque propõe um catálogo completamente inespecífico e incompleto: um catálogo de algumas coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *